Azul: the show must go on

08 de novembro de 2019 - 10h25
Segmento: Empresas
Fonte: Lopes Filho

A Azul reportou um resultado do terceiro trimestre afetado por eventos não recorrentes e pela variação cambial, na ordem de R$ 879,4 milhões. Assim, foi registrado um prejuízo de R$ 444,3 milhões. Apesar disso, a companhia reportou bons números, com um plano de acelerada renovação da frota, expansão da malha e forte diluição dos custos pelo aumento da etapa média. Além disso, foram destaques positivos a receita líquida recorde de R$ 3 bilhões, a expansão de 26,1% na ASK (capacidade) e o crescimento de 7% da demanda, mostrando o foco do business em rotas não operadas pela concorrência. Em relação aos custos, as principais linhas seguem uma forte trajetória ascendente, mas o custo por ASK reduziu 1,5%, devido à incorporação de aeronaves de nova geração. Frente ao modelo antigo, o início das operações do Embraer E2 levará uma redução de 14% no custo de viagem.

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.