Banco Inter: programa de migração para Nível 2 pode atrair investidores

12 de junho de 2019 - 10h12
Segmento: Empresas
Fonte: Lopes Filho

O Banco Inter anunciou que implementará um plano de listagem de suas ações ordinárias na B3, um programa de Units e a migração para o Nível 2 da bolsa. Segundo o banco, os objetivos são elevar o nível de governança corporativa, assegurar maior liquidez a longo prazo para os acionistas e propor uma reorganização da estrutura acionária por meio de desdobramento e unitização dos papéis.

A formação de Units consiste na emissão de certificados de depósitos de ações, sendo que cada Unit será representativa de uma ação ordinária e duas preferenciais, a serem formadas por meio de conversão bilateral. Elas conferem os mesmos direitos a seus titulares, inclusive o pagamento de dividendos e juros sobre o capital próprio.

Como forma de aumentar a liquidez e tornar o preço da ação mais atrativo, o Inter também fará um desdobramento de ações: cada papel terá mais seis de bônus. Com isso, o total teórico do Banco Inter passará para 609.205.002 ações. Segundo Tatiana Brandt, analista da Eleven Financial, isso é bom para o investidor pessoa física, uma vez que o preço da ação será reduzido.

Já o pedido de migração ao segmento Nível 2 da B3 está alinhado à estratégia de criação de valor de longo prazo. “O Nível 2 da B3 é o mais parecido ao Novo Mercado, possuindo melhores práticas de governança que o Nível I, em que o Inter está atualmente”, disse Brandt.

No Nível 2, as ações preferenciais podem ter direito a voto em determinadas situações; há mais regras para composição do Conselho de Administração; o tag along passa de 80% para 100%, tanto para ações ordinárias, quanto para preferenciais, e a empresa passa a ser obrigada a fazer OPA (oferta pública de aquisição) também em determinadas situações, além de ter de aderir à câmara de arbitragem. “O fato de aumentar as regras para gestão da empresa e de direito para o acionista acaba dando mais visibilidade para a empresa perante os acionistas”, completou a analista.

Em fato relevante, o Banco Inter disse que, a partir da evolução das etapas acima, irá avaliar formas de incrementar sua estrutura de capital, seja por meio de admissão de investidor estratégico em seu capital social, seja por meio de uma oferta pública primária subsequente de ações.

A Assembleia Geral Extraordinária que votará esses temas será realizada dia 26.

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.