De olho na Abertura da Bovespa

11 de julho de 2019 - 09h48
Segmento: Mercados
Fonte: Lopes Filho

As principais bolsas europeias e os índices futuros de Nova York operam em alta, à medida que os agentes continuam atentos ao tom dovish do presidente do FED, Jerome Powell. Em depoimento na Câmara dos Representantes, Powell sinalizou que um corte nas taxas de juros deve ser efetuado no fim deste mês. Na Europa, foi divulgada hoje a ata do BCE sobre a reunião da política monetária de junho. O documento apontou que os dirigentes consideraram importante demonstrar que o conselho concorda amplamente que está pronto para injetar estímulos à luz de um aumento nas incertezas. Também os participantes da reunião notaram que as expectativas de inflação baseadas no mercado caíram aos menores níveis em seis anos, embora tenham descartado as chances de deflação na zona do euro. Quanto às intenções sobre uma possível maior acomodação monetária, a ata pontuou que as medidas em potencial discutidas incluem a retomada do QE e possíveis reduções nas taxas de juros. Na agenda, tem o índice de preços ao consumidor e o resultado fiscal, ambos em junho dos EUA, além do relatório mensal da Opep.

O S&P 500 futuro tem alta de 0,23% e o Euro Stoxx sobe 0,11%. Os mercados acionários asiáticos encerraram a sessão desta quinta-feira em alta. Também os contratos futuros de petróleo operam em alta, à medida que os investidores continuam atentos às tensões geopolíticas envolvendo o Irã. Hoje o Reino Unido informou que três navios iranianos tentaram impedir a passagem de uma embarcação comercial britânica pelo Estreito de Ormuz, sinalizando uma nova escalada nas tensões envolvendo o acordo nuclear internacional de 2015. As embarcações iranianas só se afastaram depois de terem recebido "advertências verbais" de um navio da Marinha do Reino Unido que acompanhava a embarcação comercial.

A reforma da Previdência foi aprovada no primeiro turno da Comissão Especial da Câmara. Hoje acontecerá a votação dos destaques. Há 18 para serem apreciados e ontem o primeiro colocado em votação, que aliviava a regra de aposentadoria dos professores, foi rejeitado. Isso levou o presidente da Casa, Rodrigo Maia, a interromper os trabalhos para evitar uma desidratação da proposta. Também alterações já acordadas ainda podem ser revistas, como tempo de contribuição de mulheres e regras de aposentadoria para policiais. O segundo turno pode acontecer amanhã, no sábado ou no domingo, segundo Maia. Em relação a indicadores, o IBGE divulgou as vendas no varejo em maio, que caíram 0,1% ante abril. No radar, estão a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, na abertura de seminário da Confederação Nacional da Indústria e a do presidente Jair Bolsonaro na posse do novo diretor-geral da Associação Brasileira de Inteligência, Alexandre Ramagem.

Às 9h34, o Ibovespa futuro registrava alta de 0,41%.

Segundo a nossa equipe de análise gráfica, o Ibovespa realizou no final do pregão vindo abaixo dos 106.000 e caso siga movimento de correção, teria suporte em 104.700. Com clara tendência de alta, do lado positivo, encontra resistência nos 106.650 (máxima histórica).

Lembramos que o Ibovespa é um índice, ou seja, reflete apenas o comportamento misturado das ações líderes, de modo que as análises individuais devem ser observadas no módulo de Análise Gráfica.

Bom dia e bons negócios!

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.