De olho na Abertura da Bovespa

23 de agosto de 2019 - 09h41
Segmento: Mercados
Fonte: Lopes Filho

As bolsas da Europa e os índices futuros das bolsas de Nova York operam em alta à espera do discurso do presidente do FED, Jerome Powell, durante o simpósio de Jackson Hole. Embora o banco central dos EUA tenha cortado juros no mês passado, existem dúvidas sobre a sua disposição de continuar relaxando a política monetária nos próximos meses. Em ata publicada na quarta-feira, o banco central reiterou que o corte do mês passado foi um ajuste de meio de ciclo, sugerindo que poderá não haver mais reduções das taxas. Nesta semana, o presidente Donald Trump voltou a criticar Powell, defendendo que o banco faça o corte de forma mais agressiva para impulsionar o crescimento econômico. Ontem a curva de juros das T-notes de 2 anos e 10 anos chegou a se inverter novamente após os dirigentes do FED de Kansas City, Esther George, e da Filadélfia, Patrick Harker, afirmarem que não veem necessidade de uma nova redução no momento. Além do discurso de Powell em Jackson Hole, a agenda inclui as vendas de moradias novas em julho e os poços de petróleo Baker Hughes.

O S&P 500 futuro opera em alta de 0,37% e o Euro Stoxx sobe 0,45%. As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, mas registraram variações modestas em meio à cautela antes do discurso de Powell. Os contratos futuros do petróleo operam em baixa moderada.

O mercado local pode ter um dia descolado do internacional. No noticiário interno, há os incêndios recordes na Amazônia, que põem também o Brasil no foco global. "Nossa casa está queimando. Literalmente. A Amazônia, os pulmões que produzem 20% do oxigênio do planeta, está em chamas”, disse o presidente francês, Emmanuel Macron, ontem. Macron quer que o tema seja discutido pelo G-7 neste fim de semana em Biarritz, na França. O presidente Jair Bolsonaro rebateu, dizendo que a sugestão “evoca mentalidade descabida no século 21" e ressaltou que já está tratando do crime que ocorre na área, além de dizer que o governo segue aberto ao diálogo com base em dados objetivos e no respeito mútuo. Em reação às críticas, o governo publicou em edição extra do Diário Oficial da União um despacho determinando que todos os ministros adotem medidas necessárias para o levantamento e o combate a focos de incêndio na região da Amazônia Legal para a preservação e a defesa da Floresta Amazônica. Sobre a reforma da Previdência, foi adiada para a próxima semana a entrega do relatório preliminar na CCJ do Senado pelo senador Tasso Jereissati. Na agenda, tem a divulgação dos dados de criação de vagas de trabalho, o leilão de até US$ 550 milhões no mercado à vista, a oferta swap cambial reverso no mesmo montante e o swap cambial tradicional em montante equivalente ao que não for vendido nas duas operações anteriores.

Às 9h40, o Ibovespa futuro registrava queda de 1,15%.

Segundo a nossa equipe de análise gráfica, sem alterações, após confirmar topo nos 101.500 pode seguir recuando em direção aos 99.000 e posterior aos 98.000. Pensaria em pressão de recuperação somente confirmando a superação dos 101.500.

Lembramos que o Ibovespa é um índice, ou seja, reflete apenas o comportamento misturado das ações líderes, de modo que as análises individuais devem ser observadas no módulo de Análise Gráfica.

Bom dia e bons negócios!

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.