Fechamento dos Mercados

11 de fevereiro de 2019 - 18h26
Segmento: Mercados
Fonte: Lopes Filho

O Ibovespa encerrou o pregão desta segunda-feira com queda. O desempenho negativo das suas principais blue chips foi preponderante para o comportamento do principal índice acionário local no dia.

Os papéis da Vale recuaram, mesmo com o forte avanço do preço do minério de ferro na China. O risco de prisão do seu presidente, Fabio Schvartsman, e as dúvidas quanto ao seu futuro operacional são fatores que pesaram sobre o papel da mineradora no dia. Destaque ainda para o recuo das ações da Sabesp, em meio à percepção de que a capitalização da empresa é mais provável do que a privatização.

No horário do final do pregão na B3, o índice DJIA operava próximo da estabilidade, enquanto o NASDAQ operava ligeira alta, mesmo com a  possibilidade de nova paralisação do governo dos Estados Unidos e incertezas nas negociações comerciais entre EUA e China. Na Europa o dia foi positivo, por conta do enfraquecimento do euro e da libra frente ao dólar diante de indicadores econômicos aquém do esperado, o que impulsionou papéis de exportadoras da região.

O Ibovespa fechou com queda de 0,98%, aos 94.412 pontos.

Bolsas norte-americanas: às 18h21 o Dow Jones apresentava leve alta de 0,09%, enquanto o Índice Nasdaq tinha alta de 0,23%.

Bolsas europeias: na Bolsa de Paris, o CAC-40 terminou o dia aos 5.014 pontos, alta de 1,06%. Em Frankfurt, o DAX-30 apresentou avanço 0,99%, aos 11.015 pontos. Em Londres, o FTSE fechou com alta de 0,82%, aos 7.129 pontos.

Bolsas asiáticas: o índice Xangai Composto fechou com alta de 1,36%, a 2.653 pontos. O Hang Seng fechou em alta de 0,71%, a 28,143 pontos.O Kospi subiu 0,17%, a 2.180 pontos. O índice Xangai Composto avançou 1,36%, a 2.653 pontos. Em Tóquio não houve sessão devido ao feriado.

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.