GERDAU perde processo em 2ª instância

13 de junho de 2018 - 10h00
Segmento: Empresas
Fonte: Lopes Filho

Há 18 anos, dois sindicatos da construção civil de São Paulo alegaram que a Gerdau S.A. e outros produtores de ações longos no Brasil teriam infringido a legislação antitustre, o que gerou processo administrativo contra os produtores. A decisão de 1ª instância condenou a Gerdau ao pagamento de multa equivalente a 7% do faturamento bruto do exercício social de 1999, valor que em 2013 chegava a R$ 417,820 milhões. Ontem, a 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região proferiu decisão em 2ª instância, novamente desfavorável à Gerdau. Agora a Contadoria Judicial vai atualizar o valor da multa sentenciada em 1ª instância. A Gerdau salientou que a atual decisão ainda não foi formalizada pelo competente acórdão e que, após a publicação do mesmo, a Companhia continuará buscando todos os remédios jurídicos cabíveis para defesa de seus direitos. Em comunicado, a Gerdau esclareceu "que suas práticas comerciais são fundamentadas nos princípios da transparência e da livre concorrência, as quais foram consolidadas ao longo de sua história de 117 anos no Brasil".

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.