Ibovespa opera em queda

11 de julho de 2019 - 13h00
Segmento: Mercados
Fonte: Lopes Filho

O Ibovespa opera em queda nesta quinta-feira, no dia após a votação que aprovou o texto-base da proposta de reforma da Previdência. O temor de desidratação em pontos da reforma e certo movimento de realização de lucros dão o tom negativo na sessão. Ainda na cena interna, a sessão para analisar os destaques da reforma na Câmara dos Deputados, esperada para iniciar às 9 horas, foi suspensa devido ao quórum baixo, com expectativa de ser retomada mais tarde.

No exterior as principais bolsas europeias operam em baixa, enquanto os índices em Wall Street avançam, ainda repercutindo o discurso de ontem do presidente do Fed, Jerome Powell. Investidores também avaliaram a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI) nos Estados Unidos, que mostrou  variação de 0,1% em junho. No âmbito das tratativas comerciais sino-americanas, Trump voltou a expressar descontentamento com a China no Twitter, sobre o gigante asiático não estar comprando tantos produtos agrícolas norte-americanos como prometeu.

Na cena corporativa, as ações de bancos caem em bloco, seguindo o movimento de realização de lucros. No mesmo sentido, os papéis da Via Varejo e da IRB Brasil figuram entre as maiores quedas do Ibovespa, após as altas na sessão anterior. Por outro lado, as ações da Sabesp exibem ganhos robustos diante da entrevista do governador de São Paulo, João Doria, dizendo que a privatização da empresa é a melhor opção. As ações da Eletrobras também operam em alta, após o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, estimar que o governo deve arrecadar cerca de R$ 18 bilhões com o processo de capitalização da Eletrobras.

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.