Setor de serviços recua 0,4% em dezembro, mas fecha 2019 em 1,0%

13 de fevereiro de 2020 - 10h00
Segmento: Macroeconomia
Fonte: Lopes Filho

Em dezembro, de acordo com o IBGE, o volume de serviços apresentou recuo de 0,4% em relação à novembro de 2019 (série com ajuste sazonal). Na comparação com dezembro de 2018 (série sem ajuste sazonal), o volume de serviços teve alta de 1,6%. Com esse resultado, a taxa acumulada no ano ficou em 1,0%, interrompendo sequência de 4 anos sem crescimento: 2015 (-3,6%), 2016 (-5,0%), 2017 (-2,8%) e 2018 (0,0%).

A variação negativa na passagem de novembro para dezembro de 2019 foi acompanhada por três das cinco atividades de divulgação investigadas, com destaque para o setor de Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-1,5%), pressionado principalmente pelo segmento de Transporte terrestre (-3,7%). Os demais recuos vieram dos setores de Serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,3%) e de Serviços prestados às famílias (-1,3%).Em sentido oposto, os Outros serviços (3,4%) assinalaram o resultado positivo mais expressivo, alcançando um crescimento acumulado de 5,6% nos últimos 2 meses.

No acumulado de janeiro a dezembro de 2019, o avanço de 1,0% foi composto por taxas positivas em quatro das cinco atividades de divulgação e em 55,4% dos 166 tipos de serviços investigados. Entre os setores, os Serviços de informação e comunicação (3,3%) exerceram o principal impacto positivo sobre o índice global, impulsionado, em grande parte, pelo aumento da receita das empresas que atuam nos segmentos de Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet, de Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis, de Consultoria em tecnologia da informação e Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação.

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.