Springs Global - Em ritmo lento. À espera da chegada do inverno

21 de maio de 2019 - 11h03
Segmento: Empresas
Fonte: Lopes Filho

A Springs Global teve o primeiro trimestre marcado pela conclusão do acordo de combinação entre sua operação na América do Norte e a empresa americana de produtos moda lar Keeco. Assim, a receita líquida consolidada, incluindo apenas os negócios na América do Sul, totalizou R$ 340,7 milhões, um crescimento de 1,3% em comparação com o mesmo período de 2018, com o preço e o mix compensando a redução no volume vendido no período. O custo do produto aumentou 8%, pressionado principalmente pelo preço do algodão, ainda elevado, e pelo aumento da energia elétrica para conversão da matéria-prima. Isso levou a uma perda de rentabilidade de 4,4 p.p., com a margem bruta totalizando 28,6%. A exportação não avançou em ritmo suficiente para manter os volumes, o que se refletiu em uma menor alavancagem operacional.

A Novinvest Corretora de Valores Mobiliários Ltda. não se responsabiliza pelo conteúdo, notícias, opiniões, informações, indicações, dentre outros de nossos parceiros e/ou referências.